Nesta página:
wago-clamp-2000x2000.jpg

Tecnologia de conexão a mola WAGO

Conheça as 10 vantagens da Tecnologia de Conexão a Mola

Criada pela WAGO em 1951, é uma tecnologia que permite o desenvolvimento de produtos compactos e de fácil manuseio, seu intuito é simplificar a conexão de condutores elétricos, reduzir custos e tornar as conexões elétricas mais seguras.

Vantagens:

  • Livre de manutenção.
  • Economia de tempo
  • Imune as variações de temperatura
  • Confiabilidade
  • Conexão mais segura
  • Versatilidade
  • Economia de espaço
  • Robustez nas conexões
  • Maior resistência
  • Melhor investimento

10 Vantagens

Tecnologia de Conexão a Mola WAGO

1. Livre de Manutenção

A tecnologia de conexão a mola WAGO é à prova de vibração e de choque!

A tecnologia de conexão a mola WAGO recebeu aprovação em teste de vibração para a IEC/EN60068-2-6, sendo submetida à vibração de frequência com até 2000Hz para uma aceleração de 20g e em amplitudes de até 20mm nos três eixos.
No teste de impacto para a IEC/EN60068-2-27 ou para aplicações metroferroviárias IEC/EN61373, borneiras foram submetidas a choques de até 100g nos três eixos e também receberam aprovação.
Quando utilizamos tecnologia de conexão a mola em vez de conexão a parafuso, as rotinas de manutenção para reapertos ou verificação das conexões se tornam desnecessárias, mesmo após o transporte.

2. Economia de Tempo

A tecnologia de conexão a mola WAGO garante redução no tempo das instalações elétricas!

Estudos realizados em clientes comprovam que o uso da tecnologia de conexão a mola WAGO reduz em até 75% o tempo de conexão em bornes quando comparado a conexões manuais feitas em bornes com parafusos.
Em caso de montagens de painéis ou em sua própria manutenção, se considerada a preparação necessária para conexões com parafusos, como o uso de terminais ou mesmo a aplicação de estanho nas pontas dos condutores, a diferença no tempo utilizado é ainda maior.

3. Imune as Variações de Temperatura

A tecnologia de conexão a mola WAGO é imune às variações de temperatura!

Em situação normal de funcionamento, o aquecimento e o resfriamento expandem e contraem os elementos de contato, variando a pressão de contato e deformando o fio.
Nessa situação, para não ocorrer um aumento progressivo da queda de tensão (o que pode eventualmente impedir a passagem da corrente ou provocar a formação de faíscas), é necessário algum tipo de compensação.
Na utilização de conexão a parafuso é necessária a realização de reapertos para gerar esta compensação. Já com a conexão a mola WAGO a pressão de contato ajusta-se automaticamente para fixar os condutores e compensar as mudanças de dimensões dos mesmos.

4. Confiabilidade

A tecnologia de conexão a mola WAGO tem qualidade de conexão garantida, independentemente do montador e de ferramentas especiais!

Na conexão a parafuso a pressão de contato depende da força empregada pelo montador. Já a conexão a mola independe da qualificação e experiência do operador, pois a pressão exercida pela mola garante o aperto automático sobre os condutores, promovendo assim maior velocidade na montagem e melhor qualidade de instalação.
Com 3 diferentes opções de bornes: com alavanca, botão e padrão; é possível realizar a conexão por meio do acionamento de alavancas, ou com uma chave de borne ou uma simples chave de fenda, de acordo com o modelo.
Após a abertura da mola o condutor é inserido e, para condutores rígidos ou com terminais, ainda pode ser aplicado o recurso do Push-in com a inserção direta, sem ferramentas.
Já com a conexão a parafuso, para garantir uma conexão uniforme e constante, é necessário o uso de torquímetros.
Enquanto a conexão a mola WAGO, por ser dinâmica, está sempre compensando a pressão exercida.

confiabilidade_2000x2000.jpg

5. Conexão Segura

A tecnologia de conexão a mola WAGO segura o condutor sem danificá-lo e sem necessidade do uso de terminais!

Um dos elementos fundamentais da conexão elétrica de qualidade é a pressão de contato, que fisicamente é descrita por:

Pressão de contato: Força de contato / Área de contato

Em função do formato e de suas características, a mola WAGO é capaz de exercer grande força num único ponto do contato. Relacionando estas duas grandezas (força grande e área pequena) com a fórmula descrita acima, pode-se afirmar que a tecnologia de conexão a mola WAGO, além de oferecer uma pressão correta para a condutividade elétrica, confere também uma pressão de retenção do condutor muito acima do que é exigido por norma, ou seja, “o fio não solta”.

6. Versatilidade

A tecnologia de conexão a mola WAGO aceita todos os tipos de condutores!

Na conexão a mola WAGO, o fio condutor é pressionado contra o barramento de corrente numa área de contato pré-definida, sem danificá-lo. A força da mola ajusta-se automaticamente ao tamanho e tipo de condutor inserido.
Diferentemente de sistemas de conexão a parafuso, não há risco de o condutor ser inserido na cavidade e não ser conectado.

7. Economia de Espaço

A tecnologia de conexão a mola WAGO oferece muito mais opções em menos espaço!

O design compacto das molas utilizadas nas conexões WAGO permite a construção de bornes e conectores com menores dimensões, economizando espaço no painel.
Com o uso de bornes da linha TOPJOB®S, por exemplo, é possível economizar até 30% do espaço se comparado aos bornes convencionais.
Além disso, os bornes com tecnologia de conexão a mola WAGO dispõem também de vários andares, permitindo até 16 pontos de contato em um único conector. Muitas opções com menos espaço!

8. Robustez nas Conexões

A tecnologia de conexão a mola WAGO tem qualidade superior e maior durabilidade!

De acordo com a IEC/EN60947-7-1, para teste de curto-circuito deve ser aplicada uma corrente de 120A por mm2; durante o período de 1 segundo. As conexões elétricas feitas com a tecnologia de conexão a mola WAGO passam neste teste sem danos ou diminuição de sua função.
Na foto abaixo, durante o teste destrutivo, o condutor chega a ficar incandescente após perder a isolação, entretanto o borne não é danificado.
Outra demonstração de robustez é o fato de que a conexão a mola WAGO exerce a mesma pressão mesmo após milhões de operações, pois a tecnologia foi desenvolvida a partir do mesmo princípio empregado no projeto de molas sujeitas a cargas dinâmicas (molas automotivas).
A tecnologia de conexão a mola WAGO não espana como pode acontecer com o parafuso após algumas intervenções do operador.

9. Resistência à Corrosão

A tecnologia de conexão a mola WAGO é resistente à corrosão!

Os produtos de tecnologia de conexão a mola WAGO são resistentes à corrosão em função dos materiais que os compõem:
O invólucro dos bornes e conectores são feitos de Poliamida PA 66, matéria-prima auto-extinguível classe V0. A barra de contato é feita de cobre eletrolítico puro, elemento com excelente condutividade e boa resistência a agentes químicos.
E as molas são fabricadas com cromo-níquel austenítico, com alta resistência à tração e à corrosão.
A conexão resultante é hermética, não permitindo a entrada de gases corrosivos e/ou oxigênio e a sua consequente degradação.
A tecnologia de conexão a mola WAGO é aprovada por normas e testes como: ShipBuilding GL, LR, DNV, Salt Spray Test conforme IEC/EN 60068-2-11. Isso fornece a credibilidade para o seu uso em ambientes extremos como, por exemplo, aplicações marítimas nas quais o material fica constantemente exposto a possibilidade de corrosão.

10. Melhor Investimento

A tecnologia de conexão a mola WAGO oferece a melhor relação custo benefício!

Além de todos os benefícios já apresentados, a WAGO assegura que a tecnologia e o design construtivo da conexão a mola oferecem um custo muito competitivo, ou seja, o cliente tem à disposição a melhor tecnologia de conexão elétrica, com a maior variedade de bornes do mercado pela melhor relação custo-benefício.

Ficou com alguma dúvida?

Opções que podem te ajudar: