Tópicos
Especificações do material e
Conexão de
Condutores de alumínio

Para nossos produtos, usamos materiais comprovados na prática, alguns ao longo de décadas. No entanto, estamos constantemente realizando novas pesquisas e testando novos materiais. Isto também se aplica à pasta de contato que deve ser usada para conectar condutores de alumínio aos bornes com mola da WAGO.

Informações sobre a WAGO:

  • Materiais de isolamento
  • Tabela: Materiais de isolamento padrão
  • Poliamida (PA 66)
  • Poliamida reforçada com fibra de vidro (PA 66 GF)
  • Poliftalamida (PPA - GF)
  • Poliamida (PA 46)
  • Policarbonato (PC)
  • Terminação de condutores de alumínio

Especificações do material e conexão de condutores de alumínio na WAGO

Visão geral das especificações de material

Materiais de isolamento

A WAGO usa principalmente poliamida (PA 66 e PA 46) para a carcaça de peças condutoras de corrente, bem como polifalamida (PPA) e policarbonato (PC) para material de isolamento (ver tabela). Há mais de 40 anos, esses materiais são comprovados nos produtos da WAGO e todos são aprovados por agências certificadoras. Os materiais de polímeros listados são tecnicamente livres de halogênio e retardantes de chama, de acordo com a IEC 61249-2-21, além de não conterem nenhum metal pesado, silicone, asbesto ou formaldeído, como componentes na formulação.

Poliamida (PA66)

A WAGO usa poliamidas modificadas, tecnicamente livres de halogênio e retardantes de chama.

Esses materiais não corroem, são difíceis de incendiar e apresentam propriedades de auto-extinguíveis (classificação V0 por UL 94). Em cumprimento a UL 746C, as poliamidas usadas na WAGO têm uma temperatura operacional contínua de 105 °C com base no índice de temperatura relativa com carga de impacto (RTIimp).

Isto garante que as necessárias propriedades isolantes, elétricas e mecânicas, sejam mantidas em um nível garantido por um longo período de tempo. O limite de temperatura superior a curto prazo é

200 °C. Na faixas de temperatura inferiores, determinou-se que nenhum dano ocorre ao material de isolamento durante o uso até −35 °C. Após a instalação e fiação, os produtos da WAGO podem ser usados até mesmo em temperaturas de até −60 °C. A umidade ambiental (até 2,5% em uma atmosfera padrão) é absorvida, oferecendo a elasticidade, resistência e durabilidade ideais à poliamida. Na prática, a estabilização básica das poliamidas da WAGO foi comprovada ao longo de muitos anos como sendo suficiente para evitar danos causados pela exposição à radiação de ozônio ou UV nas aplicações pretendidas. As poliamidas têm excelente resiliência às condições climáticas mais exigentes e se comprovaram em aplicações tropicais no mundo todo. Peças de isolamento feitas de poliamida são resistentes a insetos. O material não fornece oxigênio ou outros elementos biogênicos aos microrganismos. A presença de bactérias anaeróbicas de solo, mofo, fungos e enzimas, não degrada o material As poliamidas são resistentes à maioria dos combustíveis, graxas e óleos, bem como aos agentes de limpeza mais comumente usados como álcool, Fréon, Frigen e tetracloreto de carbono. A resistência ácida dependente do tipo e da concentração do ácido, bem como do tempo de exposição.

O uso de materiais de isolamento durante a produção interna na WAGO ocorre somente após a aceitação de certificados de teste de fábrica e testes de material especificados.

Poliamida reforçada com fibra de vidro (PA 66 GF)

A WAGO usa poliamidas reforçadas com fibra de vidro para componentes com maiores exigências mecânicas, como alavancas, botões de pressão ou carcaças expostas a altos estresses, porque elas têm características e propriedades mecânicas significativamente melhores do que as poliamidas não reforçadas. Em geral, são utilizados materiais com excelente resistência de rastreamento, classificações de inflamabilidade e resistência a altas temperaturas.

Mais dados podem ser encontrados na tabela.

Poliftalamida (PPA - GF)

As poliamidas de alto desempenho reforçadas com fibra de vidro são ideais para aplicações em altas temperaturas, devido ao alto nível de estabilidade dimensional térmica do material, sua baixa dependência em condições ambientes e excelentes propriedades de resistência. A excelente resistência a correntes de fuga do material permite que componentes miniatura sejam produzidos. O equipamento de proteção contra incêndios permite a classificação V0 na classe de inflamabilidade, de acordo com a UL 94 – mesmo para paredes extremamente finas. O PPA GF absorve pequenas quantidades de mistura do ar ambiente, tornando-o ideal para aplicações de soldagem THR e para componentes com paredes finas e dimensionalmente estáveis.

Mais dados podem ser encontrados na tabela.

Poliamida (PA46)

Em comparação com PA 66, o PA 46 tem uma estabilidade dimensional substancialmente mais alta sob calor. O índice de temperatura relativa com carga de impacto (RTIimp) é 115 °C para o PA 46.

A temperatura de curto prazo confiável para o tipo usado pela WAGO é 280 °C.

Mais dados podem ser encontrados na tabela.

Policarbonato (PC)

O policarbonato tem uma excelente estabilidade dimensional sob calor. As propriedades elétricas e mecânicas permanecem intactas a temperaturas extremamente altas de até aproximadamente 120 °C de acordo com o Yellow Card da UL. Suas excelentes propriedades de isolamento elétrico e estabilidade dimensional são virtualmente independentes das condições ambientais, como a umidade e temperatura. Componentes altamente precisos podem ser criados devido à baixa contração do material durante a moldagem por injeção. Policarbonato tem excelente resistência a intempéries e também é altamente resistente a radiação de alta energia. Se o PC não for colorido, os componentes serão transparentes. Graças às suas propriedades desejáveis (como estabilidade dimensional, resistência ao calor, não-inflamabilidade, durabilidade e transparência), o PC é um material comprovado e amplamente usado na indústria elétrica. Dependendo das demandas impostas no produto acabado, a WAGO usa policarbonatos com classificação de inflamabilidade V2 e V0, de acordo com a UL 94. O PC de viscosidade média é usado, o qual apresenta excelente resistência química.

Tereftalato de polibutileno (PBT)

O tereftalato de polibutileno é utilizado devido à sua combinação equilibrada de rigidez e resistência, juntamente com a durabilidade e a resistência à deflexão térmica, bem como excelente estabilidade dimensional.

As propriedades elétricas e mecânicas são de alto nível e não são afetadas pela umidade ambiente. O equipamento de proteção contra incêndio é tecnicamente livre de poluentes e o material é classificado como V0.

Tereftalato de polibutileno reforçado com fibra de vidro (PBT GF)

O tereftalato de polibutileno reforçado com fibra de vidro também se distingue pelas excelentes propriedades mecânicas e elétricas, especialmente com paredes finas.

O tipo PBT GF também é classificado como V0 e, como os outros plásticos da WAGO, também é tecnicamente livre de poluentes.

A conexão de condutores de alumínio (pasta de contato "Alu-Plus")

Todos os produtos da WAGO são projetados para a conexão de condutores de cobre, com as seguintes possíveis exceções:

Use a pasta de contato “Alu-Plus” ao conectar condutores de alumínio rígidos aos nossos bornes com conexão por mola.

Devido à baixa condutividade dos condutores de alumínio, também é necessário adaptar as correntes nominais, respectivamente: 2,5 mm2 = 16 A e 4 mm2 = 22 A.

Seringa

Conteúdo: 20 ml de pasta de contato "Alu-Plus"
Código do item: 249-130
20 peças por embalagem (4 x 5)

Áreas de aplicação

A pasta de contato “Alu-Plus” é para a fiação segura de condutores de alumínio rígidos (1) até 4 mm2 nas conexões por mola da WAGO.

O seguinte se aplica às conexões com a tecnologia de conexão PUSH WIRE® e Push-in CAGE CLAMP®:
A limpeza e lubrificação deixam de ser necessárias. Use a pasta de contato “Alu-Plus” da WAGO, a qual é injetada diretamente no furo de entrada do condutor dos bornes da WAGO usando seringa. Condutores de alumínio que claramente demonstram efeitos de corrosão (como a descoloração preta) exigem limpeza mecânica. Condutores rígidos de alumínio podem assim ser inseridos facilmente.


Ao usar os bornes com a tecnologia de conexão a mola CAGE CLAMP®, os condutores devem primeiro ser limpos com uma lâmina e, em seguida, inseridos nas unidades de fixação preenchidas com a pasta de contato “Alu-Plus”.

(1)Condutores de alumínio de acordo com o padrão IEC 61545, Classe B, “Liga 1370” com 90–180 N/mm2de resistência tênsil e 1–4% de estiramento.
Valores padrão: 90 … 180 MPa de resistência tênsil, 1 … 4% de estiramento (de acordo com a EN 615.4.1)

Pasta de contato “Alu-Plus” da WAGO

  • Destrói automaticamente o filme de oxidação durante o processo de inserção de conexões PUSH WIRE® e
    CAGE CLAMP® por inserção.
  • Evita a oxidação fresca no ponto de fixação.
  • Impede a corrosão eletrolítica entre condutores de alumínio e de cobre (no mesmo borne)
  • Oferece a proteção de longo prazo contra a corrosão.

A pasta “Alu-Plus” da WAGO também pode ser adicionalmente aplicada em toda a superfície do condutor de alumínio antes da terminação, é claro.

Conectores para iluminação da WAGO

Exemplos de aplicação

A pasta “Alu-Plus” da WAGO na seringa, oferece um alto grau de confiabilidade e limpeza na terminação de condutores rígidos de alumínio. O enchimento é realizado nos dois bornes WAGO seguintes – tão rapidamente quanto descrito no exemplo.

h_0249_0130_002_xx_2000x1125.jpg

Etapa 1:

Empurre o bico da seringa “Alu-Plus” primeiro na abertura circular e em seguida na abertura de entrada do condutor quadrado do conector de iluminação da WAGO.

h_0249_0130_003_xx_2000x1125.jpg

Etapa 2:

Pressione o êmbolo para baixo até que a “Alu-Plus” tenha enchido ambos os furos de entrada.
Nota: não adequada para aplicações com temperaturas mais altas!

Bornes montados em trilho da WAGO (até 4 mm2/12 AWG)

h_0249_0130_005_xx_2000x1125.jpg

Etapa 2:

Pressione o êmbolo para baixo até que a “Alu-Plus” tenha enchido todos os furos de entrada de condutor.

h_0249_0130_004_xx_2000x1125.jpg

Etapa 1:

Para cada entrada de condutor:
Insira o bico da seringa “Alu-Plus” em cada abertura de entrada de condutor quadrado do conector de iluminação da WAGO, um após o outro.